Os pratos mais nojentos…. Bom apetite

Você já pensou que nesses longos anos de evolução da nossa espécie comemos de tudo? De tudo mesmo? As fezes de todos os animais, todas as coisas coloridas, escuras, brilhantes, pedaços, frutos e raízes. O ser humano já comeu qualquer porcaria. Milhões de pessoas devem ter morrido para sabermos que certas coisas simplesmente não dá pra comer, como alguns minúsculos sapinhos amarelos. Em contrapartida, hoje no auge de nosso desenvolvimento intelectual, na maturidade do que chamamos de humanidade, nos anos em que dominamos os átomos e sabemos mais sobre os insondáveis mistérios do espaço sideral do que nunca, ainda comemos e fazemos coisas que nos impressionam. Com vocês a pequena lista dos 6 pratos detestavelmente nojentos:

Ratos –

Um clássico da alimentação humana. Os humanos comem ratos desde sempre mas também, em certos casos, eles nos comem também. Os ratos são comidos geralmente cozidos em água fervente ou fritos em óleo. Há tambem os ratos assados nas fogueiras como churrasco. China distante? Montanhas do Imalaia? Subúrbio de Seul? Não, não. Ratos são comidos aqui no Brasil mesmo. Em São Gonçalo, município próximo ao Rio de Janeiro, há um senhor que se especializou em cozinhar as ratazanas de um lixão que existe num terreno baldio em frente ao seu barraco, sua casa. Ele abriu uma pequena birosca e para espanto meu e de muita gente que viu a notícia, o churrasco de ratazana vem fazendo um grande sucesso atraindo muitos curiosos da gastronomia popular.

Se prepara que lá vem merda. Com um nome desses, só pode ser bizarrice. E é. Kopi Luak é o nome de um tipo de café que é muito caro e apreciado. Este café é um café comum, só que é comido por uma Civeta, um pequeno mamífero comum na Indonésia do tamanho de um gato. Quando o café sai pelas fezes, as pessoas recolhem e fazem o café com elas. Sim, as pessoas fazem o café com a merda do bicho. Quem entende, diz que o café adquire um sabor muito especial ao passar pelo trato digestivo do animalzinho, onde ácidos e enzimas são adicionado ao “composto” gerando um tipo de biscoitinho crocante cheio e pequenos graos de café. Hummmm. Delícia! No Brasil existe também um tipo de café caro, cobiçado e raro. Este café sofre o mesmo efeito através do trato digestivo de uma ave.

Hasma –

O que você diria se eu te oferecesse uma sopa chamada Hasma? Pois bem. Esta sopa deliciosa é feita com os ovários de sapo. Precisamente com as trompas de falópio. Quem prova diz que é muito bom. Seja como for, eu nunca saberei, hehe.

Iguana – Lembra o que é uma iguana? Não? Iguana é isso aqui ó:
Então, em alguns lugares como na península de Yucatán, as pessoas comem Iguana como nós comemos frango ou peixe. Os moradores do local convivem com as iguanas e as encontram pegando sol em muros e pedras. Eles as capturam dentro de casa ou no mato. Iguanas grandes como um cão Dashound podem ser facilmente encontradas e mortas a pauladas depois de capturadas. Elas são mortas a tiros também. O povo Yucateca tem receitas fabulosas de Iguana. Eles fazem até Tacos de iguana. Fala sério. Acho que com muita fome eu até comia. Parece frango. Olha só:


Meu sonho desde menino era comer um dinossauro, (como Fred Flintstone) mas acho que comer uma iguana ou um Dragão de Komodo é o mais perto que dá pra chegar de um Dino. (pq frango já está na minha dieta)

Polvo ao natural

Sim meu amigo. São filhotinhos de polvo. Comidos VIVOS. É pegar o bichinho cheio de perninhas, sabendo que um daqueles oito nauseabundos e inquetos tentáculos é o PINTO do polvo… Enfiar aquela merda na boca e tentar engolí-lo sem chamar Raul, porque o polvo vai se debater ferozmente contra sua morte e tentará subir pelo seu esôfago novamente, O prazer de ter esta merdinha branca e mole mexendo entre as suas tripas é algo bem apreciado no oriente.

Balut (ou Baloot)-

Para fechar com chave de ouro a lista dos 6 pratos detstavelmente nojentos, aqui está o Balut. Imagine-se deliciando-se com esta iguaria fina feita com um ovo fertilizado de pato com 15 dias que é meio cozido para matar o embrião. Você retira o ovo, descasca-o e come o feto de pato com olhos, perninhas, peninhas, veias, bico, etc. Uma “dilícia” proveniente das Philipinas. O único inconveniente são as peninhas, pois elas agarram nos dentes.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: